Dicionário do Investidor

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V X W Y Z

Helpie FAQ

A


  • Ação

    Uma ação representa a menor participação possível no capital social de uma empresa. Detentores de ações são acionistas, ou seja, sócios da empresa emissora da ação. O tamanho dessa participação societária é determinada pela proporção de ações que um sócio detém frente ao número total de ações emitidas pela empresa. As ações são valores mobiliários emitidos por sociedades anônimas. Em outubro de 2020, existiam 340 empresas brasileiras com ações listadas na B3. No Brasil, as ações podem ser de dois tipos: ações ordinárias ou ações preferenciais.

     

  • Ação Ordinária

    As ações ordinárias garantem ao acionista o direito a voto nas assembleias de acionistas que a empresa realiza. Os detentores de ações ordinárias têm o direito de votar em questões como aprovação de nomes da alta administração, temas de remuneração dos diretores, entre outros assuntos de interesse da empresa. As ações ordinárias são representadas pela sigla ON. Na B3, os códigos de ações que terminam com o número 3 representam uma ação ordinária (exemplos – VALE3, BBSA3).

     

  • Ação Preferencial

    No Brasil, a ação preferencial é uma classe de ação que dá ao acionista o direito de prioridade, de preferência, no recebimento de dividendos pagos pela empresa. As ações preferenciais não dão direito de voto ao acionista, ou seja, os detentores de ações preferenciais não têm o direito de votar nas assembleias de acionistas que a empresa realiza. As ações preferenciais são representadas pela sigla PN. Na B3, os códigos de ações que terminam com o número 4, indicam uma ação preferencial (exemplos – BBDC4, VALE4).

     

  • B


  • Benchmark

    Benchmark é um indicador de referência que serve para comparar o desempenho entre ativos financeiros. No Brasil, os principais benchmarks utilizados no mercado financeiro são o CDI (Certificado de Depósito Interbancário) e o índice Ibovespa. Na prática, qualquer ativo financeiro pode ser usado como benchmark. Em fundos cambiais, por exemplo, uma taxa de câmbio compatível com a carteira do fundo é o indicador de referência preferencial.

     

  • Bid

    Bid é o preço que um investidor paga por uma quantidade específica de um ativo.

     

  • Bonificação

    Bonificação é quando uma empresa concede novas ações aos acionistas atuais de forma gratuita, de acordo com a proporção de ações que o acionista já detém. Geralmente a bonificação ocorre em função da incorporação do capital social da empresa de reservas e/ou lucros acumulados.

     

  • C


  • CDB - Certificado de Depósito Bancário

    CDB é a sigla para Certificado de Depósito Bancário. O CDB é um título de crédito privado emitido por uma instituição financeira. O CDB é um empréstimo que o emissor, uma instituição financeira, toma contra um investidor (um investidor pessoa física, outra instituição financeira, fundos de investimentos, empresas não financeiras, etc.). O prazo e taxa de juros do CDB são conhecidos no momento de sua emissão. O CDB é um investimento de renda fixa. No Brasil, o Fundo Garantidor de Crédito garante a segurança (reembolso em caso de calote) de investir em um CDB de um mesmo emissor no valor de até R$250 mil por investidor.

     

  • CDI – Certificado de Depósito Interbancário

    O CDI, Certificado de Depósito Interbancário, é uma taxa de juros que os bancos cobram entre si quando se emprestam dinheiro. É um dos principais indicadores de referência (benchmark) no mercado financeiro nacional. A taxa CDI tem uma rentabilidade muito próxima da taxa SELIC.

     

  • D


  • Dividend Yield

    Dividend Yield é a razão entre o dividendo por ação pago anualmente e o preço atual da ação da empresa pagadora do dividendo.

     

  • Dividend yield = Valor anual do dividendo pago por ação

    Preço atual da ação

     

  • Dividendo

    Dividendo é uma das formas com que as empresas distribuem seus lucros líquidos, ou parte deles, aos seus acionistas. Cada acionista recebe um montante de dividendos de acordo com a proporção de ações que detém. Diferentes classes de ações têm diferentes diretos aos dividendos pagos. O pagamento de dividendos é aprovado pelo Conselho de Administração da empresa. No Brasil, os dividendos são distribuídos a cada três meses.

     

  • E


  • EBITDA

    Sigla em inglês do termo contábil que se refere ao lucro de uma empresa antes do pagamento de juros, impostos, depreciação e amortização. Em inglês, a sigla EBITDA é earnings before interest, taxes, depreciation and amortization.

     

  • Emissor

    No mercado de crédito, o emissor é a parte que emite o título da dívida. A parte que toma dinheiro emprestado. O emissor pode ser o governo (via emissão de títulos públicos), uma instituição financeira (por exemplo emissão de um CDC) ou empresas não-financeiras (como notas promissoras e debêntures).

     

  • F


  • FGC - Fundo Garantidor de Crédito

    O FGC, Fundo Garantidor de Crédito, é uma instituição privada sem fins lucrativos formada por bancos, sociedades de crédito e financiamento, associações de poupança e a Caixa Econômica Federal, entre outros associados. O FGC garante a segurança a correntistas e a alguns investidores em caso da falência, intervenção ou liquidação de uma instituição financeira. A garantia assegurada pelo FGC engloba depósitos em conta corrente, depósitos em poupança, Certificado de Depósito Bancário, Letra de Câmbio (LC), Letra Hipotecária, Letra de Crédito do Agronegócio (LCA) e Letra de Crédito Imobiliário. O FGC garante depósitos e operações de crédito no montante máximo de R$250 mil por pessoa para o mesmo conglomerado financeiro.

     

  • G


  • Goodwill

    Goodwill se refere ao prêmio ou ágio pago em excesso ao valor contábil dos ativos de uma empresa. Goodwill é classificado como um ativo intangível nas demonstrações financeiras das empresas.

     

  • H


  • Home broker

    A maior parte das corretoras oferecem a seus clientes uma plataforma de investimento online chamado home broker. Nessa plataforma, o investidor consegue acessar diversas opções de investimentos para aplicar e investir seus recursos. As opções de investimentos variam de cada home broker, mas praticamente todos oferecem acesso para você investir em ações, produtos de renda fixa e fundos de investimentos (exemplos – fundos imobiliários, fundos de ações).

     

  • I


  • Ibovespa

    O Ibovespa é o principal índice acionário da B3. Representa o desempenho das empresas mais importantes do país listadas na Bolsa. Foi criado em 1968. A composição da carteira do Ibovespa, ou seja, quais as ações que compõe o índice Ibovespa, é revisto a cada quatro meses (janeiro, maio e setembro). As ações e units das empresas que compõe o Ibovespa representam cerca de 80% de todo o volume financeiro negociado no mercado de ações brasileiro. Na revisão feita em setembro de 2020, o Ibovespa continua um total de 77 ações;units de 74 empresas nacionais.

     

  • Investidor Qualificado

    Definição dada pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) para todo investidor pessoa física ou jurídica que tenha valor igual ou superior a R$1 milhão em investimentos e que reconheça por escrito essa condição. A CVM também reconhece como investidor qualificado os investidores que obtenham aprovação em exame de certificação específica mesmo que não possuam R$1 milhão em aplicações financeiras.

     

  • IPO – Initial Public Offer

    Sigla em inglês que se refere a Oferta Pública Inicial (Initial Public Offer). Quando uma empresa de capital fechado vende ações no mercado pela primeira vez. A empresa que realiza o IOP capta recursos ao listar suas ações em uma bolsa de valores. Um IPO pode ser de oferta primária ou secundária. Na oferta primária, novas ações são emitidas pela empresa. Os recursos obtidos pela venda dessas novas ações vão para o caixa da empresa. Em um IPO com oferta secundária de ações, as ações oferecidas ao mercado são de ações já existentes. São ações que já são propriedade de algum sócio da empresa. Quando vendidas, os recursos vão para o sócio vendedor e não para o caixa da empresa. Os IPO pode ser de emissão primária, secundária ou uma mescla de entre ações primárias e secundárias.

     

  • J


  • Juros Sobre Capital Próprio (JCP)

    Juros sobre capital próprio (JCP) é uma forma das empresas de capital aberto distribuir parte dos seus lucros a seus acionistas. Do ponto de vista contábil, o JCP é uma despesa para empresa já que é calculado antes de se chegar ao lucro líquido. Semelhante a outras despesas, o JCP, diminui o lucro da empresa. Para empresa, a maior vantagem de optar por pagar juros sobre capital próprio a seus acionistas é que o JCP reduz os lucros da empresa e, portanto, a empresa é sujeita a uma menor despesa com imposto de renda. O acionista que recebe pagamento de JCP, entretanto, é taxado pelo pagamento de imposto de renda. Atualmente a alíquota de imposto de renda sobre JCP é de 15% para o acionista que recebe. O imposto devido já é descontado no ato do pagamento do JCP.

     

  • L


  • LCA – Letra de Crédito do Agronegócio

    A LCA, Letra de Crédito do Agronegócio, é um investimento de renda fixa emitidos por instituições financeiras. Sua remuneração pode ser prefixada (a rentabilidade é conhecida no ato da sua emissão) ou pós fixada (a rentabilidade só será totalmente conhecida no prazo de vencimento do LCA já que dependera do indexador que definirá a rentabilidade). O prazo é definido no momento da sua emissão. O investidor ao comprar um LCA, está emprestando dinheiro para uma instituição financeira que repassa os recursos para o agronegócio. Investidores pessoa física tem isenção de imposto de renda dos ganhos aferidos em uma LCA. Toda LCA tem garantida pelo Fundo Garantidor de Crédito (FGC) no valor de atee R$250 mil por instituição financeira.

     

  • M


  • Margem de Garantia

    Margem de garantia é um valor monetário depositado por participantes do mercado junto a corretoras para cobrir potenciais prejuízos que podem acontecer em determinados ativos. Investidores ao negociarem contratos futuros, são obrigados a deixarem depositado valores, que são dados como garantia do investidor, antes desses investidores realizarem operações no mercado futuro. O valor da margem de garantia varia e é influenciada por diversos fatores com o tipo de investidor, o ativo pelo qual a garantida esteja sendo dado, o prazo da posição, etc.

     

  • O


  • Oferta Pública Primária

    Em uma oferta pública primária de ações, novas ações são emitidas pela empresa. Os recursos obtidos pela venda dessas novas ações vão para o caixa da empresa.

     

  • Oferta Pública Secundária

    Em uma oferta pública secundária de ações, as ações oferecidas ao mercado são de ações já existentes. Essas ações já são de propriedade de algum sócio da empresa. Quando vendidas, os recursos vão para o sócio vendedor e não para o caixa da empresa.

     

  • P


  • Política de Dividendos

    Muitas das empresas que pagam dividendos com regularidade, estabelecem uma política de dividendo na qual determinam a periocidade e valores dos dividendos a serem distribuídos aos acionistas.

     

  • Pregão

    Termo usado para definir o período, horário que as negociações são feitas no bolsa de valores. Os horários de negociação no mercado de ações na B3 você pode conferir no linkÇ http://www.b3.com.br/pt_br/solucoes/plataformas/puma-trading-system/para-participantes-e-traders/horario-de-negociAção/acoes/

     

  • R


  • Regulamento

    Todo fundo de investimento tem um regulamento. O regulamento é um documento formal que define todas as regras do fundo delimitando sua política de investimentos, taxas aplicadas e cobradas, prazos para aplicação e resgate dos seus investimentos, descrição dos riscos inerentes do fundo, características tributarias entre outras informações.

     

  • Risco

    Risco é a probabilidade mensurável da ocorrência de perdas devido a um determinado evento conhecido em um horizonte de tempo predeterminado. Quanto maior o risco, maior a probabilidade da ocorrência de perdas.

     

  • Risco de Crédito

    Risco de crédito é a possibilidade da ocorrência de perda em função do não cumprimento pela contraparte das suas devidas obrigações. Ee o risco de não pagamento de juros e;ou valor principal por parte de emissor, empresa ou tomador de um empréstimo.

     

  • Risco de Mercado

    Risco de mercado é o risco atrelado a possibilidade de perda resultante da variação no preço (cotação) de um determinado ativo financeiro.

     

  • S


  • Stop loss

    Stop loss é o termo utilizado no mercado para ordens de proteção que investidores utilizam para limitar perdas. Uma ordem de stop loss permite ao investidor que programe previamente e automaticamente a compra ou venda de ativos para evitar perdas maiores. EE uma forma que o investidor tem para mitigar riscos de perdas maiores, garantindo que as perdas sejam paralisadas imediatamente, caso o movimento de mercado esteja indo contrário as suas posições.

     

  • T


  • Taxa de Administração

    Nos fundos de investimentos, a taxa de administração é um valor cobrado do cotista (investidor) para cobrir o trabalho de gestão e administração. Ee a remuneração do gestor e administrador pelos serviços prestados. A taxa de administração afeta a rentabilidade do investimento já que é uma despesa que encarece o investimento feito e ee descontada da rentabilidade do fundo. Nos fundos de investimentos, a taxa de administração incide sobre o patrimônio líquido do fundo, é normalmente expressa em percentual ao ano (% a.a.) e é cobrada mensalmente (apesar que diariamente ocorre uma provisão para seu pagamento no final do mês). Nos fundos de investimentos, as taxas de administração variam principalmente pelo tipo de fundo e estratégia de gestão adotada. Por exemplo, ao aplicar R$1.000,00 em um fundo de investimento cuja taxa de administração é 3% ao ano, o cotista;investidor pagará 3% de R$1.000,00 que correspondem a R$30,00 por ano.

     

  • Tesouro Direto

    Tesouro Direto é um programa de venda de títulos públicos do governo federal destinado somente ‘a pessoa física. Feito exclusivamente online e com um investimento mínimo de R$30,00. Através do Tesouro Direto, o investidor tem acesso a uma gama de títulos públicos entre títulos prefixados, pós fixados, com data de vencimento diferentes e taxa de rentabilidade distintas. Nos títulos prefixados, o investidor sabe desde o início do seu investimento o valor exato e a taxa de rentabilidade que irá receber na data de vencimento do título. Nos títulos pós fixados do Tesouro, a rentabilidade não e totalmente conhecida no momento inicial do investimento. Por exemplo, o título Tesouro Selic, um título pós fixado, a rentabilidade acompanha a variação da taxa Selic. No título IPCA+, também um título pós fixado, sua rentabilidade é dada por uma parte prefixada (conhecida) e uma parte não conhecida dada pela variação da inflação medida pelo IPCA. O acesso ao Tesouro Direto é feito através das plataformas de bancos e corretoras cadastradas junto ao Tesouro. Através dessas plataformas que o investidor realiza a compra e venda de títulos no Tesouro Direto. Em agosto de 2020, havia um total de 8.096.273 investidores cadastrados para operar no Tesouro Direto. Desse total, 2.4 milhões (29,5%) era de investidores entre 16 a 25 anos.

     

  • U


  • Units

    Units são valores mobiliários formados pela combinação de outros valores mobiliários. Ee um pacote que reúne em um único ativo, outras classes de ativos como ações ordinárias, ações preferenciais e até BDR. Por exemplo, uma unit que seja composta por ações ordinárias e ações preferenciais dá direito ao acionista o voto em assembleias corporativas (em função do componente da ação ordinária) e na preferência no recebimento de dividendos pego pela empresa (em função do componente da ação preferencial). As units são negociadas na B3 como qualquer outra ação listada na Bolsa. Em outubro de 2020, existiam units de 12 empresas listadas na B3. Lista completa e a composição das units listadas na B3 você pode conferir no linkÇ http://www.b3.com.br/pt_br/market-data-e-indices/servicos-de-dados/market-data/consultas/mercado-a-vista/units/.

     

  • V


  • Volatilidade

    Volatilidade se refere a frequência e a intensidade da oscilação nos preços de ativos em um período predeterminado. Pela volatilidade, ao investir em um ativo, o investidor pode ter uma estimativa de quanto o preço do ativo poderá variar no futuro. Quanto maior for a volatilidade de um ativo, maior é a oscilação no preço. Muitos no mercado financeiro utilizam a volatilidade de um ativo para mensurar seu risco. Quando menor a volatilidade, menor sua percepção de risco. Quanto maior a volatilidade, maior sua percepção de risco. Uma forma de calcular a volatilidade de um ativo e medir o desvio padrão da rentabilidade histórica de um ativo em um período determinado. Essa é uma medida de volatilidade absoluta e como é uma medida histórica, não existe garantia que essa volatilidade passada irá se repetir no futuro.

     

  • W


  • Write-down

    Ee a expressão em inglês que se refere a redução no valor de um ativo como consta no balanço patrimonial da empresa.