O mercado financeiro serve para ganhar muito dinheiro em pouco tempo?

Por Equipe do AJ

Com taxas de juros baixas, muita gente está caindo no conto do dinheiro fácil e rápido. veja o que educadores financeiros têm a dizer a respeito disso

Por Naiara Bertão

É possível ganhar muito dinheiro em pouco tempo no mercado financeiro? Possível é, mas é improvável que você, investidor pessoa física, consiga esse feito. As razões para isso foram apresentadas em uma live da Anbima (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais) em que participaram Ana Leoni, superintendente de educação financeira da Anbima, Aquiles Mosca, do BNP Paribas e presidente do nosso Grupo Consultivo de Educação da Anbima, e Martin Iglesias, do Itaú e vice-presidente do nosso Grupo Consultivo de Educação da Anbima.

“Essa pergunta é interessante porque, por um lado, muitas pessoas se distanciam porque relacionam o mercado financeiro a um meio de especulação e não querem participar disso. Isso reforça o estereótipo de que o mercado financeiro é para quem quer especular e ficar rico. Por outro lado, acaba atraindo pessoas que acham que com pouco vão conseguir muito e rápido. Passa a falsa impressão de que a proposta de valor entregue às pessoas é que o mercado financeiro é para ficar rico”, comenta Ana.

Aquiles vai além e pontua algo que a maioria das pessoas não param para pensar: mais importante até do que qual vai ser a rentabilidade do seu investimento é se você está conseguindo poupar e investir com frequência o seu dinheiro.

“As pessoas ficam muito presas à rentabilidade dos investimentos em um país que poupamos pouco. Hoje há a discussão se um bom investimento deve render 105%, 110%, ou 115% do CDI. As diferenças na rentabilidade, porém, são muito menos importantes do que um esforço de poupança maior por parte do investidor”, diz.

Ele reforça que deveríamos estar focando em olhar com cuidado para nosso orçamento, as despesas fixas e variáveis, controlar as variáveis para conseguir economizar mais.

“Esse trabalho de guardar com disciplina valores relevantes é muito mais importante na formação de patrimônio na vida de um indivíduo, do que se no mês passado ele conseguiu obter 105%, 110%, 115%, ou 90% do CDI de rentabilidade. É claro que ao longo do tempo vai fazer diferença, mas ela é marginal frente aos investimentos feitos com disciplina, todo mês, e a capacidade de se planejar e formar, de fato, uma poupança”, completa.

Tempo

Um ponto importante da discussão dos três foi sobre o tempo. A falácia de que é possível ganhar dinheiro com pouco tempo leva muita gente a cair em enrascadas e emboscadas financeiras. O tempo é o melhor aliado do investidor, joga sempre a seu favor.

Se topar ficar mais tempo em um investimento, pode não apenas ganhar mais dinheiro pelo incrível poder dos juros compostos, mas também aplicar em investimentos mais arriscados e menos líquidos (demoram mais para resgatar), que podem dar uma rentabilidade maior.  

“Este ano foi particularmente importante porque muita gente percebeu que fazer day trade [compra e venda de ações no mesmo dia] é muito difícil. É no longo prazo, por outro lado, onde se dá a realização de investimentos de risco – e os que têm maior potencial de retorno. O tempo é uma grande variável nessa equação toda e ter paciência e conseguir esperar é algo fundamental”, afirma Martin.

O executivo cita uma frase famoso – mas muito ignorada por investidores, infelizmente – do empresário Warren Buffet: “O mercado financeiro é uma grande fonte de transferência de riqueza dos apressados aos pacientes”.

O que Martin e Buffer estão falando pode ser exemplificado com o caso da Apple. Quando fundou a Apple, Steve Jobs, que precisava de investimentos para tirar as ideias do papel, ofereceu uma grande parte da empresa a seu ex-chefe na fabricante de videogames Atari. Ele não quis, por achar arriscado demais.

“Eu tive um bom amigo e empregado chamado Steve Jobs. Uma vez ele me ofereceu um terço da Apple Computer por 50 mil dólares, e eu recusei. Achei que abrir uma rede de pizzarias com videogames era uma ideia melhor”, conta Nolan Bushnell, fundador da Atari em um evento em 2013, se referindo à rede Chuck E. Cheese.

Hoje, uns 50 anos depois do episódio, a Apple vale 2 trilhões de dólares na bolsa americana e é a marca mais valiosa do mundo.

“Guardar dinheiro ao longo do tempo e investir de acordo com seu nível de risco é o que tende a trazer retorno no longo prazo. Juros compostos é algo forte e poderosíssimo”, diz Martin, citando na sequência uma afirmação feito por Albert Einstein séculos atrpas: “Juros compostos são a 8ª maravilha do mundo.”

Mercados são eficientes

Quem estuda economia e finanças aprende logo a teoria da eficiência dos mercados. Para resumir: qualquer nova notícia e qualquer coisa que interfira os preços do mercado financeiro é muito rapidamente incorporada aos preços.

Se posto lado a lado dois investimentos que trazem um mesmo retorno, um com risco menor do que o outro, é meio óbvio pensar que os investidores correrão para o que tiver menor risco. Em pouco tempo, o preço deste ativo subirá (lei da oferta e procura) e se equiparará ao do outro ativo, de mesmo retorno.

Contando ainda com toda a tecnologia e algoritmos avançados que temos hoje no mercado financeiro – e ainda os investidores profissionais que estão a todo momento só olhando para isso – a chance de um investidor de pequeno porte encontrar “um achado” é bem pequena ou improvável.

“Soma-se a isso as nossas emoções, que atrapalham demais quando vemos oscilações de mercado. Tendemos a ter esperança quando perdemos e vontade de realizar rápido os lucros. efeito de exposição, atrapalha muito investidor”, comenta ainda Martin.

Frustração

Ana Leoni bem lembra que o grande problema de ir com muita sede ao pote é a frustração. Lembre-se: quanto mais alta a expectativa, maior o tombo. A máxima, dita muito em conselhos de amigos sobre relacionamentos e carreira, também é válida quando falamos de investimentos.

“A frustração de não encontrar o que se busca. A frustração é rápida quando quer retorno rápido. Muitos acaba desistindo ou enfiam os pés pelas mãos ao assumir risco em algo que estava fora do seu perfil de risco”, comenta Ana. “Cuidado com a expectativa de retorno rápido porque pode se frustrar. Investimento é algo que vai ter que fazer por toda a vida.”

Ninguém é tão bonzinho assim

Não é incomum entrarmos no Youtube e aparecer alguém, em uma propaganda, oferecendo uma forma de se investir e ganhar dinheiro rápido. “E tem sempre uma regrinha, a pessoa diz que descobriu uma forma e quer ensinar para você o caminho da libertação e independência financeira. Isso é a maior picaretagem que existe”, reitera Aquiles.

Ele explica que, justamente pelos mercados serem eficientes, não há regra mágica que se sustente. Se todos adotassem a regrinha, a possibilidade de ganho desapareceria. “Não perca tempo com esse tipo de coisa”, finaliza o executivo no BNP.

Já Martin ironiza dizendo que dificilmente uma pessoa que descubra um jeito incrível de ganhar dinheiro trocaria isso por um like na rede e muito menos dá para acreditar que é uma pessoa generosa e que quer compartilhar a sua descoberta com todos para todos enriquecerem juntos.

Ana lembra, inclusive, que se isso existisse, ela e todo mundo que trabalha no mercado financeiro estariam ricos(as) a essa altura da vida.

“Eu trabalho há 25 anos no mercado financeiro, se fosse algo de técnica ou acesso à informação, todo mundo que trabalha estaria fazendo outra coisa da vida. Não tem atalho, temos que alinhar as expectativas. Não adianta ficar 5 horas por dia na academia por um mês e desaparecer. Isso não vai te trazer bem-estar e saúde física; não adianta nada. Finanças é uma maratona e não uma corrida de 100 metros”, finaliza Ana.

A live se chama Fato ou fake financeiro – o que é verdadeiro ou falso no universo dos investimentos – YouTube e você pode vê-la na íntegra aqui.