As Diferentes Formas de Investir na Bolsa

Por Acao Jovem

As Diferentes Formas de Investir na Bolsa

Muitas pessoas se perguntam se é hora de investir na bolsa. Quando surge essa pergunta, a primeira ideia que vem em mente é de alguém comprando a ação de uma empresa, não é? O que vamos explorar neste artigo é que existem diferentes formas de fazer isso.

As diferentes formas de se investir na bolsa, englobam diferentes estratégias de investimento. Cada estratégia leva em conta diversos fatores, como o tamanho das empresas, onde essas empresas estão situadas, quais setores elas operam, que tipo de desempenho se espera que elas tenham e em qual período ocorrerá esse desempenho, por exemplo.

Uma das estratégias é investir em empresas de primeira linha, chamadas no mercado como blue chips. São empresas de grande porte, em geral líderes de seus mercados e que possuem grande volume de negociação na bolsa de valores. O racional por trás dessa estratégia é acreditar que essas empresas estão mais preparadas para enfrentar crises e que por isso podem se recuperar mais rápido do que as demais.

Além de poder escolher bons gestores que investem em empresas mais líquidas e de primeira linha, o investidor pode optar por escolher um ETF, sigla de exchange-traded fund, que é uma carteira de ações negociada na bolsa de valores como se fosse uma única ação.

Outra estratégia usada por investidores engloba ações de empresas de menor tamanho, conhecidas como small caps. O racional por trás dessa estratégia é que por terem porte menor e terem menos visibilidade, podem apresentar maiores assimetrias e oportunidades de retornos mais intensos. Observamos que no ano, até meados de maio, o índice que representa as small caps na bolsa caía 37% contra 30% Ibovespa no mesmo período. Alguns gestores são especializados em carteiras de small caps e também é possível investir direto no ETF SMAL11 negociado na Bovespa. Esse tipo de investimento é mais indicado para quem tem perfil mais arrojado, pois as oscilações podem ser bem mais intensas e o horizonte de investimento pode ser mais longo para alcançar os resultados esperados.

ETF Small Cap vs Ibovespa

Outra forma de investir em bolsa é através de empresas que estão situadas em outros países, que possuem diferentes dinâmicas econômicas e podem apresentar comportamentos diferentes de direção, velocidade e intensidade de movimentos de preços em relação a nossa bolsa local. Em geral, nessa estratégia, os investidores buscam setores complementares e que são pouco representados em seus mercados locais. Além de gestores que investem parcela do fundo em ações de outros países, é possível fazer esse tipo de investimento através do ETF de S&P500, o SPXI11 que também é negociado na Bovespa.

SPXI11 vs Ibovespa

Existe também a opção de se investir em empresas que buscam adotar as melhores práticas em termos ambientais, sociais e de governança, conhecidas no mercado como ações ESG (Environmental, Social, and Governance). De acordo com os investidores, as ações tidas como mais sustentáveis apresentariam mais resiliência aos cenários adversos. Como medida estimada de desempenho, o índice de sustentabilidade empresarial (ISE) cai no ano 26% enquanto no mesmo período o Ibovespa cai 30%. Nesse caso, alguns gestores estão se especializando em analisar empresas com esses aspectos e lançando fundos focados nesses ativos.

ISE vs Ibovespa

Existem várias maneiras de investir em bolsa e cada uma dessas estratégias pode trazer um resultado diferente, de acordo com o cenário que se concretizar. Uma maneira de aumentar as chances do investimento em bolsa dar certo é diversificar dentre essas diferentes estratégias. O percentual de alocação em cada estratégia depende muito do perfil de tolerância ao risco de cada investidor e a combinação ótima entre as diferentes estratégias para obter os melhores resultados possíveis, em qualquer cenário, deve ser específica para cada investidor.

  • Dados até 19/05/20.

Texto originalmente publicado pela na inveting.com com a contribuição da nossa conselheira Patrícia Palomo